Sardinhas frescas assadas: Um prato mediterrâneo de verão

Já faz um tempo que eu quero trazer aqui para o blog essa receita de sardinhas frescas assadas com limão e alcaparras. No entanto, toda vez que eu me preparava para escrever esse post eu me questionava. Será que as sardinhas, mesmo sendo frescas, vão agradar a quem me lê? Me questionei isso porque eu escuto de muita gente palavras, digamos assim, de aversão às pobres coitadas. Sim, entendo: muitos são como eu e não gostam de sardinhas enlatadas. Porém, a verdade precisa ser dita: sardinhas frescas são deliciosas e completamente diferentes das enlatadas.

Sardinhas geralmente estão muito conectadas à gastronomia portuguesa. No entanto, esses peixinhos ricos em ômega 3 são presença garantida em pratos de vários países ao redor do mar mediterrâneo. Inclusive, essas sardinhas frescas assadas que vou ensinar hoje são uma receitinha típica do sul da Itália.

A culinária mediterrânea e seus sabores

Mas vamos lá: O que a Itália, Portugal (mesmo que seja por consideração à proximidade geográfica), Espanha, Marrocos e até mesmo uma parte do Oriente Médio tem em comum na gastronomia? A resposta é o Mar Mediterrâneo. Aposto que muitos de vocês já ouviram falar sobre a culinária mediterrânea, não é verdade? Mas o que será essa culinária? Quais são as suas características? Onde as nossas sardinhas assadas de hoje entram nisso? Bom, uma coisa por vez.

Alimentos frescos

O Mar Mediterrâneo

O Mar Mediterrâneo é um mar Atlântico Oriental que compreende toda a área da Europa Meridional, a Ásia Ocidental e a África Setentrional. As suas águas banham as três penínsulas do Sul da Europa: A Ibérica, a Itálica e a dos Bálcãs. Ele deságua no Oceano Atlântico através do Estreito de Gibraltar e no Mar Vermelho pelo canal de Suêz. Ele é o maior mar continental do mundo.

Então, diante dessa extensão, é de se esperar que sejam vários os países que podemos considerar mediterrâneos. Sendo assim, muitos deles possuem uma gastronomia com características em comum. Entre eles estão: Espanha, Gibraltar, França, Mônaco, Itália, Malta, Eslovênia, Croácia, Bósnia, Herzegovina, Montenegro, Albânia, Grécia, Chipre, Turquia, Síria, Líbano, Israel, Palestina. Por fim, na África temos ainda o Egito, a Tunísia, Argélia e Marrocos. Portugal e Sérvia não são banhados pelo mar. Porém, são considerados países mediterrâneos porque a sua proximidade geográfica a outros países que fazem parte do grupo faz com que eles tenham muitas características mediterrâneas na gastronomia. É o caso das nossas sardinhas frescas assadas, que fazem muito sucesso em Portugal.

Sardinhas assando na Festa Portuguesa de BH

A Gastronomia mediterrânea

A gastronomia mediterrânea é muito citada por todos os lados, mas não sei se todo mundo necessariamente sabe do que se trata. Se eu tiver que defini-la de forma simples e concisa, eu diria que a sua característica central é ser baseada em produtos super frescos e da estação. Além disso, temos nela a presença de frutos do mar, especialmente peixes. O azeite de oliva é a gordura por excelência da gastronomia mediterrânea, e ele vem sempre acompanhado de belíssimos exemplares de legumes, ervas e verduras da estação, preferencialmente colhidas no dia.

A dieta mediterrânea ficou famosa no mundo como sendo a melhor dieta para a saúde. No entanto, a coisa é muito simples: o que ela traz de razoavelmente inovador para as nossas vidas é o fato de mudarmos a nossa relação com a comida. Não é necessário se privar de nada. Mas também não é preciso comer imensas quantidades de tudo. Comida boa é comida fresca que passa por pouco processamento até o momento de chegar à mesa.

Parece bobagem, mas experimentem ai mudarem os paradigmas da alimentação de vocês. Passem a consumir alimentos naturais, pouco processados e frescos. Tirem um tempo para fazerem as refeições longe de distrações como televisão, celulares e afins. Eu digo a vocês de cadeira que a vida de vocês vai mudar para melhor.

Receita de Sardinhas Frescas Assadas à Moda Mediterrânea

Bom, não vou me delongar muito a respeito da dieta mediterrânea. Vou fazer melhor: quem quiser saber um pouco mais sobre o assunto, acesse esse site aqui. Ele está em espanhol, mas a linguagem é bem simples e ele explica direitinho a respeito da dieta mediterrânea e de quebra ainda traz outras receitinhas deliciosas.

Mas vamos deixar de papo e correr para os nossos ingredientes? Anotem tudo direitinho ai, façam essa receita em casa e depois me contem o que acharam!

Ingredientes

  • 3 limões sicilianos. Se não tiverem pode ser com o comum mesmo. Já usei até limão cravo nessa receita e ficou bom!
  • 3 colheres de sopa de azeite extravirgem
  • 3 colheres de sopa de tomilho fresco picadinho
  • 3 dentes de alho fatiados
  • 3 colheres de sopa de alcaparras lavadas e escorridas
  • 12 sardinhas frescas limpas e evisceradas
  • Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto

Eu sempre tiro as espinhas da sardinha. Sempre fica um pouco, mas o grosso mesmo eu tiro no momento de temperar.

Preparo

  • Preaqueça o forno a 180 graus
  • Raspe a casca de 2 limões sobre um pratinho e reserve.
  • Esprema o sumo desses dois limões e coloque em uma tigela média.
  • Junte ao limão o azeite, o tomilho, o alho e as alcaparras
  • Tempere a mistura com sal e pimenta do reino moída na hora e misture bem
  • Disponha as sardinhas em uma assadeira e as regue com a mistura feita nos passos acima.
  • Cubra a assadeira com um papel alumínio ou similar e leve para assar por 25 minutos.
  • Faltando 5 minutinhos, retire o papel e deixe terminar de assar.
  • Retire as sardinhas do forno e as deixe descansar por dois minutinhos
  • Enquanto isso, corte o limão restante em 4 partes para guarnecer a travessa de servir.
  • Coloque as sardinhas em uma travessa bonita de servir e polvilhe raspinhas de limão sobre elas
  • Sirva-as ainda morninhas.

Para acompanhar aconselho fortemente uma saladinha deliciosa de folhas, legumes grelhados ou então tomatinhos confitados. E para quem gosta de tomar um bom vinhozinho, principalmente aproveitando que ainda estamos nessa onda de calor aqui na cidade, anotem ai a dica da Júlia, da Brunello Vinhos: um vinho verde vai cair super bem com essa receita!

Curtiram a receitinha de hoje? Manda um recadinho aqui para mim quando vocês a testarem!

Até a próxima!

Confiram aqui mais receitinhas deliciosas para vocês prepararem juntos!

About Nicole Delucca Linhares

Uma jornalista obcecada pelo lado bom da vida que está sempre em busca de experiências românticas para dividir com o mundo. Apaixonada por comidinhas, pores-do-sol, plantas, livros, cinema, viagens e teatro. É também professora de italiano, cozinheira para todas as horas, filosofa de boteco e, por fim, uma mistura doida de Minas, Itália e Piauí!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *