Teatro: Grupo Galpão na 44ª Campanha de Popularização do Teatro

Lugares Românticos Campanha de Popularização do Teatro e da Dança

Quem mora em Belo Horizonte sabe que nesta época do ano a população vai em peso ao teatro. É que sempre entre fevereiro e março acontece a Campanha de Popularização do Teatro e da Dança. Entre as apresentações que aguardo ansiosamente nesta época estão as do Grupo Galpão.

Grupo Galpão em dose dupla

O Grupo Galpão já participou de 30 das 44 edições do evento, e este ano vai ao palco encerrando a campanha com dois de seus espetáculos mais recentes. A curta temporada começa com Os Gigantes da Montanha, em sessões nos dias 2 e 3 de março (sexta e sábado), às 21h no Grande Teatro do Palácio das Artes. Em seguida, no dia 4 (domingo) será apresentada às 19h, no mesmo local, De Tempos Somos – Um Sarau do Grupo Galpão.

Os ingressos podem ser comprados com antecedência pelo valor único de R$13,00 clicando aqui. As vendas no dia da apresentação acontecem na bilheteria do teatro até 1h antes dos espetáculos. Os valores no local são de R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia entrada).

Os Gigantes da Montanha

Os Gigantes da Montanha – Foto: Guto Muniz

Conheci esse texto quando em literatura italiana estudei Luigi Pirandello. O escritor siciliano deixou esta fábula inacabada quando morreu em 1936. A peça está no repertório do Grupo Galpão desde 2013. Ela foi uma escolha do diretor Gabriel Villela. Ele queria celebrar o seu reencontro com o grupo depois do sucesso de Romeu e Julieta (1992) e Rua da Amargura (1994).

A história narra a chegada de uma companhia teatral decadente a uma vila mágica, povoada por fantasmas e governada pelo Mago Cotrone. Apesar de ter sido escrita no início do século XX, a peça é atemporal e faz uma alegoria sobre o valor do teatro, da poesia e da arte. Ela discute a capacidade que as artes tem de comunicação com o mundo moderno, cada vez mais pragmático e ocupado em afazeres materiais.

O repertório musical ajuda a ambientar a atmosfera onírica da fábula. Ele está repleto de árias e canções italianas, populares e modernas. “Ciao Amore”, “Bella Ciao”, e outras ganharam arranjos feitos por Ernani Maletta.

Serviço:

Direção: Gabriel Villela
Classificação: Livre
Duração: 90min
Dias: 2 e 3 de março (sexta e sábado)
Horário: 21h
Ingressos: Antecipados preço único R$13,00 – Na bilheteria, no dia R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia entrada)
Onde: Grande Teatro do Palácio das Artes – Avenida Afonso Pena 1537 Centro.

 

De Tempo Somos: Um Sarau do Grupo Galpão

De Tempo Somos – Foto Guto Muniz

Neste espetáculo a música é um elemento fundamental. Ele está no repertório da companhia desde 2014 e é dirigido pelas atrizes Lydia Del Picchia e Simone Ordones. Ao longo de seus 35 anos de vida, o Grupo Galpão sempre teve um relacionamento estreito com a música. Por isso, a montagem nasceu de um sonho antigo do grupo que queria de celebrar com o público o encontro da música com o teatro.

Em cena um novo formato é proposto: um sarau de canções, poesia e festa que resultou em um CD de mesmo nome, produzido por Chico Neves e lançado o ano passado.

A direção musical e os arranjos são de Luiz Rocha. Os atores cantam e executam no palco, ao vivo, 25 canções de trabalhos antigos como Corra Enquanto é tempo (1988), e Álbum de Família (1990). O repertório passa por Romeu e Julieta (1992), Um Moliére Imaginário (1997) e Partido (1999). O espetáculo traz ainda trilhas de trabalhos mais recentes como Tio Vânia e Eclípce, ambos de 2011, além de músicas que surgiram em workshops internos e foram apresentadas pela primeira vez no sarau.

Lydia Del Picchia explica que a cantoria é a celebração do encontro, da festa, da disposição para seguir em frente apesar de tudo que nos faz pender para o chão. A música, segundo a diretora, é a celebração do espírito libertário e contestador inerente a toda reunião festiva.

Serviço:

Direção: Lydia Del Picchia e Simone Ordones
Classificação: Livre
Duração: 70min
Dias: 4 de março (domingo)
Horário: 19h
Ingressos: Antecipados preço único R$13,00 – Na bilheteria, no dia R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia entrada)
Onde: Grande Teatro do Palácio das Artes – Avenida Afonso Pena 1537 Centro.

 

Grupo Galpão e o Legado do Teatro Mineiro

O Grupo Galpão nasceu em 1982 e tem sua origem ligada ao teatro popular de rua. O seu trabalho com as artes cênicas alia rigor, pesquisa e busca de linguagem à montagem de peças que tem grande poder de comunicação com o público. O grupo está há 22 anos com a mesma formação: 12 atores. A sua relevância na cena teatral brasileira se deve à sua capacidade de adaptação e busca pelo novo.

 

Espero que tenham gostado das dicas de hoje e se apressem para comprar os ingressos!

Até a próxima!

About lugaresromanticos

Um blog que traz inspirações românticas para o seu cotidiano. Um convite a transformar a rotina de casais em momentos memoráveis. A rotina pode matar o amor, mas um olhar romântico para a vida, mesmo que seja de vez em quando, abre novos horizontes de felicidade e reforça laços verdadeiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *